sensacional

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Fonte:MSN carros do dia 29/01/2011 Clique e arraste o mouse p/ visualizar!


10 coisas sobre: carros 1.0

28/01/2011 - Gustavo Zucchi / Fonte: iCarros
Rss Imprimir
compartilhar »
0
Facebook Orkut
Carros com motores de 1,0 litro já chegaram a ocupar mais de 70% das vendas de veículos no Brasil. Com descontos no IPI (imposto sobre produto industrializado), que começaram em 1990, é difícil encontrar um brasileiro que nunca se viu atrás de um volante de um "popular", forma como estes automóveis são chamados. Confira 10 curiosidades sobre os populares:

1- O "boom" dos chamados carros populares com motor 1,0 foi em 1990, quando a então ministra da economia, Zélia Cardoso de Melo, lançou o projeto que reduzia as alíquotas de IPI para motor com configuração abaixo de 1000 cm³ de cilindrada.

2- O primeiro carro que se beneficiou com os benefícios da nova lei foi o Fiat Uno. O modelo tinha motor com cilindrada abaixo de 1000 cm³ (mais precisamente 994,4 cm3) e 48 cv de potência. Foi um dos mais baratos que já surgiram no mercado, uma vez que, além da motorização baixa, o compacto teve uma série de itens retirados para baratear o custo, como o encosto para a cabeça dos bancos, retrovisor externo ao lado direito e entrada de ar externa.

3- Entre os 10 modelos mais vendidos no Brasil, oito possuem opção de motorização 1.0: Volkswagen Gol, Fiat Uno, Chevrolet Celta, Chevrolet Classic, Fiat Siena, Fiat Palio, Ford Ka e Volkswagen Voyage. As exceções são o Volkswagen CrossFox, que chega com motor 1.6, e o Chevrolet Agile, com motor 1.4. O compacto da Chevrolet é o modelo com motorização superior a 1.0 mais vendido do País.

4- Os populares mudaram bastante desde seu lançamento. Agora não tão mais baratos quanto antes, alguns chegam a ter potência de 80 cv, quase o dobro do que tinha o primeiro Uno Mille. Já foram vendidos 1.0 com até 112 cv de potência, com o Gol e o Parati com motor 1.0 16V sobrealimentado com turbo, lançados em 2000.

5- Os modelos 1.0 sempre foram famosos pelo seu valor e manutenção acessíveis. Em 2011, porém, o posto de carro mais barato do Brasil será de um modelo com motor 1.1. Por enquanto, o título ainda é do Mille, que sai das lojas por cerca de R$ 23 mil, mas, em breve, será lançado o Chery QQ, que custará R$ 22.900.

6- O Volkswagen Gol pode não ter sido o pioneiro dos carros 1.0, mas, sem dúvida, trouxe muitas inovações para a categoria: foi o primeiro modelo a ter 16V no motor em 1997 e o escolhido para inaugurar a era dos blocos bicombustíveis no mercado, em 2003, com capacidade de 1,6 litro.

7- Em 2005, foi lançado no Brasil o primeiro 1.0 Flex. O Gol 1.0 Total Flex deu inicio ao segmento de modelos populares com possibilidade de receberem tanto álcool como gasolina.

8- Atualmente, existem modelos a gasolina com motorizações maiores bastante econômicos, mas um 1.0 ainda é campeão com álcool. O Uno chega a fazer 9,4 km/l com o combustível orgânico. Lembrando sempre que os carros 1.0 ainda são recomendados para quem busca economia na cidade; para quem pega estrada é mais vantajoso um carro com motor maior.

9- Nem só de hatches vivem os motores 1.0. A picape Fiat Fiorino já foi vendida com uma motorização de 1000 cm³ de cilindrada, assim como o Ford EcoSport já teve em sua linha uma versão com motor de 1,0 litro Supercharger. Outros modelos com espaço maior e com motor 1.0 são os Fiat Siena e Palio Weekend e o Renault Kangoo, além da já citada Volkswagen Parati.

10- O primeiro modelo 1.0 do Brasil foi também um dos primeiros automóveis produzidos no Brasil. O DKW-Vemag, depois chamado de Vemaguet, possuía um motor de três cilindros em linha com volume de 1,0 litro. Começou a ser produzido em 1958 e sobreviveu até 1967, quando a fábrica foi fechada.


compartilhar esta matéria » twitter Twitter facebook Facebook orkut Orkut envie para um amigo
Rss Imprimir

Geral
Últimas

10 coisas sobre: carros 1.0

28/01/2011 - Gustavo Zucchi / Fonte: iCarros
Rss Imprimir
compartilhar »
0
Facebook Orkut
Carros com motores de 1,0 litro já chegaram a ocupar mais de 70% das vendas de veículos no Brasil. Com descontos no IPI (imposto sobre produto industrializado), que começaram em 1990, é difícil encontrar um brasileiro que nunca se viu atrás de um volante de um "popular", forma como estes automóveis são chamados. Confira 10 curiosidades sobre os populares:

1- O "boom" dos chamados carros populares com motor 1,0 foi em 1990, quando a então ministra da economia, Zélia Cardoso de Melo, lançou o projeto que reduzia as alíquotas de IPI para motor com configuração abaixo de 1000 cm³ de cilindrada.

2- O primeiro carro que se beneficiou com os benefícios da nova lei foi o Fiat Uno. O modelo tinha motor com cilindrada abaixo de 1000 cm³ (mais precisamente 994,4 cm3) e 48 cv de potência. Foi um dos mais baratos que já surgiram no mercado, uma vez que, além da motorização baixa, o compacto teve uma série de itens retirados para baratear o custo, como o encosto para a cabeça dos bancos, retrovisor externo ao lado direito e entrada de ar externa.

3- Entre os 10 modelos mais vendidos no Brasil, oito possuem opção de motorização 1.0: Volkswagen Gol, Fiat Uno, Chevrolet Celta, Chevrolet Classic, Fiat Siena, Fiat Palio, Ford Ka e Volkswagen Voyage. As exceções são o Volkswagen CrossFox, que chega com motor 1.6, e o Chevrolet Agile, com motor 1.4. O compacto da Chevrolet é o modelo com motorização superior a 1.0 mais vendido do País.

4- Os populares mudaram bastante desde seu lançamento. Agora não tão mais baratos quanto antes, alguns chegam a ter potência de 80 cv, quase o dobro do que tinha o primeiro Uno Mille. Já foram vendidos 1.0 com até 112 cv de potência, com o Gol e o Parati com motor 1.0 16V sobrealimentado com turbo, lançados em 2000.

5- Os modelos 1.0 sempre foram famosos pelo seu valor e manutenção acessíveis. Em 2011, porém, o posto de carro mais barato do Brasil será de um modelo com motor 1.1. Por enquanto, o título ainda é do Mille, que sai das lojas por cerca de R$ 23 mil, mas, em breve, será lançado o Chery QQ, que custará R$ 22.900.

6- O Volkswagen Gol pode não ter sido o pioneiro dos carros 1.0, mas, sem dúvida, trouxe muitas inovações para a categoria: foi o primeiro modelo a ter 16V no motor em 1997 e o escolhido para inaugurar a era dos blocos bicombustíveis no mercado, em 2003, com capacidade de 1,6 litro.

7- Em 2005, foi lançado no Brasil o primeiro 1.0 Flex. O Gol 1.0 Total Flex deu inicio ao segmento de modelos populares com possibilidade de receberem tanto álcool como gasolina.

8- Atualmente, existem modelos a gasolina com motorizações maiores bastante econômicos, mas um 1.0 ainda é campeão com álcool. O Uno chega a fazer 9,4 km/l com o combustível orgânico. Lembrando sempre que os carros 1.0 ainda são recomendados para quem busca economia na cidade; para quem pega estrada é mais vantajoso um carro com motor maior.

9- Nem só de hatches vivem os motores 1.0. A picape Fiat Fiorino já foi vendida com uma motorização de 1000 cm³ de cilindrada, assim como o Ford EcoSport já teve em sua linha uma versão com motor de 1,0 litro Supercharger. Outros modelos com espaço maior e com motor 1.0 são os Fiat Siena e Palio Weekend e o Renault Kangoo, além da já citada Volkswagen Parati.

10- O primeiro modelo 1.0 do Brasil foi também um dos primeiros automóveis produzidos no Brasil. O DKW-Vemag, depois chamado de Vemaguet, possuía um motor de três cilindros em linha com volume de 1,0 litro. Começou a ser produzido em 1958 e sobreviveu até 1967, quando a fábrica foi fechada.


compartilhar esta matéria » twitter Twitter facebook Facebook orkut Orkut envie para um amigo
Rss Imprimir

Geral
Últimas

Nenhum comentário:

Postar um comentário